Política

Vereador que acusou colega de grilagem vai encaminhar denúncia ao MP e Gaeco

Além de vereador, presidente da Câmara será acusado

Midiamax Publicado em 20/05/2015, às 16h48

None
camara_18.jpg

Além de vereador, presidente da Câmara será acusado

O vereador Buxexa Amaral (PHS), que acusou o vereador Evander Vendramini (PP) de grilagem de terras, declarando que o colega invadia áreas ambientais em Corumbá e região, durante sessão na Câmara no dia 12, disse que agora vai levar as denúncias para o MP (Ministério Público) e Gaeco (Delegacia Especializada de Repressão ao Crime Organizado).

Buxexa contou ao Jornal Midiamax que não vai retirar as acusações contra Evander. “Eu tenho documentos que comprovam as denúncias e quero que seja investigado”, esclarece o vereador. E ainda fala da invasão: “Tenho todos os documentos que comprovam que desde 2005 ele invadiu uma terra de 58 hectares de área de preservação ambiental”, conta.

Além de Evander, o vereador disse que também vai denunciar o presidente da Câmara, vereador Tadeu Vieira (PDT), na Delegacia da Mulher por assédio moral, sexual e constrangimento contra uma funcionária antiga da Casa de Leis.

O vereador Buxexa disse que ainda nesta quarta-feira (20) as denúncias serão entregues no MP e Gaeco.

Já Evander disse que como o vereador não se retratou os documentos serão entregues na segunda-feira (25) para a Comissão de Ética por quebra de decoro parlamentar. “Ele me acusou de algo que não fiz. Se deixo por isso mesmo, fico conivente com a fala dele. Ele tem que provar as acusações dele”, ressaltou.

Comissão de Ética

Segundo o presidente da Câmara, vereador Tadeu Vieira (PDT), a Casa de Leis já recebeu parte da documentação e aguarda as documentações finais para a Comissão de Ética investigar o caso. “Assim que a Comissão de Ética receber a denúncia completa ela vai analisar se houve a quebra de decoro e se sim, será instaurada comissão processante contra o vereador Buxexa”, finaliza o presidente da Câmara.

Jornal Midiamax