Política

Vereador pede anulação de “honraria” concedida a Olarte

Parlamentar alega que vice-prefeito prestou desserviço a Corumbá 

Heloísa Lazarini Publicado em 08/10/2015, às 20h48

None
olarte_4.jpg

Parlamentar alega que vice-prefeito prestou desserviço a Corumbá 

O vereador Evander Vendramini de Corumbá – município distante 425 quilômetros de Campo Grande – solicitou à Câmara do Município anulação do título de Cidadão Corumbaense concedido ao prefeito afastado de Campo Grande, Gilmar Olarte.

Evander que foi candidato a governador pelo partido, nas eleições 2014, em chapa que teve Alcides Bernal, atual prefeito da Capital, como candidato a senador. Ele alega que diante do envolvimento de Olarte em esquema para cassar Bernal, investigado pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), o vice-prefeito de Campo Grande não preenche requisitos previstos na Lei Orgânica do Município, e cita que Olarte “não prestou serviço relevante ao Município” e que prefeito afastado participou de “grande golpe para tirar direito de cidadão corumbaense legitimamente eleito de ser prefeito da nossa Capital.”

Olarte é alvo não só da Operação Coffee Break que investiga compra de votos para cassar Bernal com envolvimento de empresários como João Amorim e João Baird, como também é réu em ação na Justiça por corrupção e lavagem de dinheiro, resultado da Operação Adna, conduzida pelo Gaeco. Na terça-feira (6), o vice-prefeito deixou Companhia de Guarda e Escolta da Polícia Militar depois de cumprir prisão temporária. 

Jornal Midiamax