Política

Sem data: governador diz que Aquário do Pantanal fica pronto só em 2016

Obra pode chegar aos R$ 230 milhões

Jessica Benitez Publicado em 10/06/2015, às 20h22

None
aquario_dg.jpg

Obra pode chegar aos R$ 230 milhões

O governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), revelou que o Aquário do Pantanal só será entregue em 2016, mas não soube precisar em qual data. Segundo ele, trata-se de uma obra complexa e, por isso, foi necessário reestruturá-la para dar continuidade à construção. O tucano criticou o ex-chefe do Executivo, André Puccinelli (PMDB), pela falta de organização com as construções deixadas inacabadas. A ausência de planejamento é tamanha que peixes já comprados para o Aquário estão morrendo por acomodação inadequada.

“É difícil falar um dia, uma data para entrega porque é uma obra de muita complexidade. Mas com certeza vai ficar para o ano que vem porque não vamos terminar este ano. Como faltou planejamento, cada dia é uma nova surpresa que afeta no prazo de entrega”, disse. Para sanar o problema dos peixes a comissão criada especialmente para acompanhar o andamento da finalização do Aquário estuda o que pode ser feito.

Segundo Azambuja a desorganização não para por aí. Ao todo são mais de 182 obras iniciadas pelo governo anterior que foram entregues inacabadas. Algumas tiveram que ser reestruturada, fato que gerou ainda mais gasto aos cofres públicos. “É dinheiro público gasto por falta de planejamento. Há diversas obras em inúmeros municípios do Estado. E como não foram acabadas acabou desmobilizando tudo e para mobilizar novamente mais dinheiro é gasto”, completou.

Das quase 200 construções sem finalização, o governador garante que 80% serão entregues ainda este ano. O restante somente em 2016. “Estamos conversando com a equipe para que haja o menor impacto possível porque prejuízo já tem”, concluiu. Inicialmente Puccinelli havia se comprometido em inaugurar o Aquário do Pantanal no final de 2013.

A data foi protelada algumas vezes e o peemedebista acabou terminando mandato sem concluí-lo. O custo da obra era estimado em R$ 87 milhões, mas pode bater os R$ 230 milhões. Azambuja, porém, deve esperar a finalização do lugar para revelar montante total investido.

Jornal Midiamax