Política

Reinaldo e diretor do Detran esperam reunião em Brasília para definir taxa

Contran convocou Detrans de todo o país para reunião

Ludyney Moura Publicado em 27/04/2015, às 22h02

None
img_0346.jpg

Contran convocou Detrans de todo o país para reunião

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e o diretor-presidente do Detran/MS (Departamento de Trânsito de Mato Grosso do Sul), Gerson Claro (PDT), esperam um definição do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) antes de definirem a manutenção da taxa de vistoria anual para licenciamento de veículos com mais de cinco anos de fabricação.

“Como tem uma recomendação verbal do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) aos Detrans de uma recomendação disso, ficou muito dúbia a interpretação. Na quarta-feira (29) tem uma reunião ordinária do Contran para regulamentar isso, se tiver que tirar, terá que tirar dos 11 Estados que já instituíram”, afirmou Reinaldo.

A reunião ordinária do Contran vai acontecer em Brasília e o diretor-presidente do Detran/MS será o representante do Estado no evento.

“Está marcada agenda com o Contran e nós solicitamos a pauta, está confirmada que (este assunto) está pauta. Vamos esperar para uma decisão do governo a partir da manifestação do Contran”, afirmou Gerson.

Para o pedetista a manifestação contrária do Denatran sobre a taxa não passou de uma ‘solicitação’, contrária a uma declaração da AGU (Advocacia Geral da União), que ‘considerou importante a vistoria’.

Reinaldo disse ainda que caso o Contran decida pela suspensão da vistoria, a decisão precisa ser aplicada nos 11 Estados que contam com a medida. 

Jornal Midiamax