Política

Reforma política: só um deputado de MS disse não ao voto obrigatório

Confira como votaram os 8 sul-mato-grossenses

Midiamax Publicado em 11/06/2015, às 11h30

None
deputado-mandetta-dem.jpg

Confira como votaram os 8 sul-mato-grossenses

Os deputados federais votaram na sessão de ontem (10) alguns dos últimos pontos da reforma política e definiram questões importantes, como veto ao voto facultativo. Desta vez, a bancada de Mato Grosso do Sul teve voto parecido, com apenas uma divergência.

O voto diferente aconteceu na definição de voto facultativo. Dos oito deputados de Mato Grosso do Sul, só Luiz Henrique Mandetta (DEM), atendendo ao pedido do partido, votou a favor do voto facultativo. Os outros sete deputados foram contra e acabaram vencendo, mantendo a obrigatoriedade do voto, por 311 a 134.

Na sessão de ontem os deputados também votaram o projeto que defendia uma única eleição, de cinco em cinco anos, para todos os cargos. Os oito deputados de Mato Grosso do Sul votaram a favor, mas foram vencidos, por 225 a 220.

Os representantes de Mato Grosso do Sul também tiveram a mesma opinião em relação ao mandato  do próximo prefeito, a ser eleito em 2016. Eles terão quatro anos de mandato e a nova regra passa a valer apenas em 2020, quando parlamentares passarão  a ficar no mandato por cinco anos.

Jornal Midiamax