PSC aguarda reposta de Olarte para definir candidatura à prefeitura em 2016

Além disso, partido quer chapa pura em outros municípios
| 17/07/2015
- 23:46
PSC aguarda reposta de Olarte para definir candidatura à prefeitura em 2016

Além disso, partido quer chapa pura em outros municípios

Em convenção nacional em Brasília, o presidente regional do PSC, Wilson Joaquim da Silva, revelou que o intuito da legenda é montar chapa pura em 2016, sendo um dos nomes cogitados para disputa à Prefeitura de Campo Grande o atual chefe do Executivo, Gilmar Olarte (PP). Tudo vai depender do que o progressista responder em relação aos três convites feitos a ele pelo partido. 

O pastor tem até o final de setembro para definir migração, pois não pretende continuar no PP, sigla comandada pelo ex-prefeito da cidade, Alcides Bernal, com o qual cortou relações. Tanto que o radialista tentou o expulsar da cúpula. Olarte continua filiado por força de liminar.

Contudo, se o gestor não aceitar ir para o PSC a sigla não será pega de surpresa. “Estamos esperando a resposta dele, mas temos outros bons nomes para lançar à prefeitura, ainda não posso revelar. Hoje damos o ponta-pé inicial para 216 e estamos fortes em Mato Grosso do Sul”, contou o dirigente. O objetivo é lançar candidatura própria no máximo de municípios possível. Segundo ele, são mais de 70 nomes para vereador.

Em Campo Grande a meta é conquistar bancada com três cadeiras na Câmara Municipal, uma delas ocupada por sua filha Juliana Zorzo que é suplente neste mandato e chegou a exercer função quando o vereador Herculano Borges, hoje do SD, foi nomeado secretário Estadual da Juventude na gestão do ex-governador André Puccinelli (PMDB). Wilson adiantou que a partir de agora inicia peregrinação por todo o Estado para afinar discurso entre correligionário e traçar planos ao pleito de 2016. “A executiva está pronta, vamos visitar os municípios e botar para quebrar”, garantiu.

Veja também

Últimas notícias