Política

Professores dão as costas após vereadora declarar “Câmara é a minha casa”

Vereadora foi vaiada ao usar o microfone

Evelin Cáceres Publicado em 18/06/2015, às 15h05

None
magali.jpg

Vereadora foi vaiada ao usar o microfone

A vereadora Magali Picarelli (PMDB) foi vaiada na sessão desta quinta-feira (18) na Câmara de Campo Grande por alguns professores da Rede Municipal de Ensino que mantêm adesão à greve. Segundo a Prefeitura, 83% das escolas já abandonou o movimento, acusado de ser político e eleitoreiro.

Magali sequer começou a falar ao microfone quando foi vaiada. “Eu peço respeito porque a Câmara é a minha casa”. Revoltados, os professores viraram as costas, gritando que a Câmara era a casa do povo. “É a nossa, casa, nossa casa”.

Após a declaração, a vereadora explicou. “Mesmo quando a gente vai à casa do povo, tem que ter respeito. Mesmo quando a gente não concorda com alguma coisa”. Os professores continuaram a vaiar. Eles estiveram na Câmara para pedir apoio dos vereadores para as negociações de reajuste com a Prefeitura.

Jornal Midiamax