Política

Prefeito suplementa Secretaria de Educação com verba de quatro pastas

Maior valor é de R$ 500 mil, retirados da Receita

Kemila Pellin Publicado em 10/10/2015, às 12h06

None
img-20151009-wa0030.jpg

Maior valor é de R$ 500 mil, retirados da Receita

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), decretou a suplementação, no valor de R$ 1,5 milhões, retirados de quatro pastas da Prefeitura, e repassados para a Semed (Secretaria Municipal de Educação). 

De acordo com a publicação, divulgada no Diogrande desta sexta-feira (9), a Seplanfic (Secretaria Municipal de Planejamento, Finanças e Controle), a Semad (Secretaria Municipal de Administração), a Semre (Secretaria Municipal da Receita) e a Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), vão perder entre R$ 257 mil e R$ 500 mil cada.

A publicação é para notificar a Câmara Municipal sobre a decisão, uma vez que estando dentro do limite da lei orçamentária, de 5% do total da receita, o Executivo não precisa da autorização dos vereadores para realizar o procedimento.

Jornal Midiamax