Política

PMDB terá candidatura ‘para vencer’ em 2016 na Capital, diz presidente

Partido garante apoio a candidatos em todo o Estado

Midiamax Publicado em 26/10/2015, às 15h28

None
convencao_pmdb_400x300_wr.jpg

Partido garante apoio a candidatos em todo o Estado

O comando PMDB de Mato Grosso do Sul terminou convenção, na manhã desta segunda-feira (26), reafirmando que terá candidatura própria na disputa pela Prefeitura de Campo Grande, em 2016. O deputado estadual Junior Mochi foi reconduzido à presidência do diretório estadual.

“Não faltará apoio do PMDB para quem quer ser candidato”, disse Mochi, citando o deputado federal Geraldo Resende, nome do partido para Dourados, segundo maior colégio eleitoral sul-mato-grossense. “Assim como o PMDB vai ter candidatura própria em Campo Grande para vencer”, continuou o presidente regional.

Ainda conforme o presidente, "onde o PMDB tiver alguém disposto, este é primeiro passo, vai ter candidatura, com candidato que seja competitivo e preparado, não apenas um plano de poder, mas de governo".

Em entrevista, o ex-governador André Puccinelli, uma das principais lideranças do PMDB local e já citado como nome para disputar novamente a Prefeitura, comentou que a definição será coletiva. “Vai ser uma escolha do candidato e do diretório. Se for o Marun, se quiser que eu fale bem por ele, eu falo, se não quiser, fico quieto”, disse, tendo o deputado federal Carlos Marun ao lado dele, na ocasião.

PMDB terá candidatura 'para vencer' em 2016 na Capital, diz presidente“Não posso falar que é o Marun, porque tem o Marquinhos (Trad, deputado estadual) também, então poderia constrangê-lo”, comentou, citando parlamentar que vive crise política com o PMDB desde as eleições do ano passado, mas tem sido apontado como pré-candidato a prefeito de Campo Grande – ele não foi à convenção.

Marun reafirmou que está à disposição do partido. “Não penso só nisso, porque estou em Brasília e cuidamos do interior também”, complementou o deputado federal.

Jornal Midiamax