Política

Odor indica vazamento de gás e assusta funcionários da Câmara

Audiência com secretário está prevista para esta segunda no local

Midiamax Publicado em 09/11/2015, às 12h01

None
camara_0911_400x300_wr.jpg

Audiência com secretário está prevista para esta segunda no local

Forte cheiro, indicando vazamento de gás, assusta funcionários da Câmara Municipal de Campo Grande, na manhã desta segunda-feira (9). Parte dos servidores deixou o prédio, enquanto outra tenta identificar a origem do problema.

Nesta manhã, está prevista a ida do secretário municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação, Amilton Cândido de Oliveira, e do prefeito, Alcides Bernal (PP), até a Câmara. O primeiro foi convocado a dar explicações, por parte da Prefeitura, sobre ações de tapa-buracos e o sistema de iluminação pública da cidade.

Até o fechamento deste texto, não havia orientações sobre eventual evacuação do prédio da Câmara. Alguns funcionários continuavam dentro do imóvel.

Vale lembrar que o GLP (Gás Liquefeito de Petróleo) não tem cheiro. Por isso, a ele é adicionada uma substância com odor forte, justamente para a identificação de eventuais vazamentos.

A situação, além do susto, gerou piadas entre servidores. "O Bernal vem aqui e então mandaram explodir", disse um deles.

ATUALIZAÇÃO: Pouco tempo depois do susto, o odor dissipou-se, sem maiores incidentes. Segundo funcionários, a troca e manipulação de botijões de gás teria resultado na exalação do cheiro.

Jornal Midiamax