Política

Mulher de Cunha faz primeira aparição após revelações

Montante de aproximadamente R$ 9 milhões encontrados

Diego Alves Publicado em 06/11/2015, às 01h17

None
7c74001dhmg4j6vwk45a4syp6.jpg

Montante de aproximadamente R$ 9 milhões encontrados

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), apareceu em público na companhia de sua mulher, Cláudia Cordeiro Cruz, pela primeira vez desde a revelação de documentos enviados pelo Ministério Público da Suíça à Procuradoria-Geral da República. Os registros comprovam a existência de quatro contas secretas que teriam como beneficiário o parlamentar e sua cônjuge, além de Danielle Dytz Cunha, filha do peemedebista.

O dossiê enviado pelas autoridades suíças indicam que as contas foram abertas com cópias de documentos de Cunha e de Cláudia, que teria inclusive utilizado recursos de uma dessas contas para pagar despesas com cartões de crédito e até mesmo aulas de tênis nos Estados Unidos, conforme revelado em reportagem do jornal Folha de S.Paulo.

O montante de aproximadamente R$ 9 milhões encontrados nas contas atribuídas a Cunha foi bloqueado por determinação do Supremo Tribunal Federal. O procurador-geral da União, Rodrigo Janot, acredita que o valor é fruto de propina vinda do esquema de corrupção envolvendo a Petrobras.

O presidente da Câmara dos Deputados, alvo de um processo da Comissão de Ética da Casa que terá Fausto Punato (PRB-SP) como relator, já negou repetidas vezes possuir contas fora do país. Ele também nega que tenha recebido vantagens do esquema de corrupção na Petrobras.

Cunha recebeu na manhã desta quinta-feira (5) o príncipe japonês, Akishino, e a princesa Kiko na Câmara dos Deputados, que realizou sessão seolene em lembrança aos 120 anos do tratado de amizade e relações diplomáticas entre Brasil e Japão.

Jornal Midiamax