Política

MPE deixa processo contra Nelsinho para MPF e absolve deputado federal

Nelsinho e Elizeu escaparam de processo do Ministério Público Estadual

Midiamax Publicado em 12/02/2015, às 10h30

None
nelsinho.jpg

Nelsinho e Elizeu escaparam de processo do Ministério Público Estadual

O Ministério Público Estadual (MPE) se livrou de dois inquéritos envolvendo políticos de Mato Grosso do Sul. O Diário Oficial de hoje publica arquivamento de processo envolvendo o ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB),  e o ex-vereador e agora deputado federal Elizeu Dionizio (SD).

O processo contra Nelsinho apurava eventual irregularidade no fato de gestores públicos realizarem promoção pessoal em obras públicas com a fixação de totens com expressa menção aos seus nomes.

Segundo o MPE, restou constatado nos autos que o “Ministério Público Federal, no uso de suas atribuições, interpôs Ação Civil Pública em face da Prefeitura Municipal de Campo Grande e da União, e, Ação de Improbidade Administrativa, em face do ex-Prefeito Municipal, Nelson Trad Filho, adotando assim, as medidas cabíveis para apuração dos fatos denunciados no presente feito, não havendo razões para adoção de novo apuratório sob a tutela do Ministério Público Estadual”.

O MPE também arquivou inquérito contra o ex-vereador e agora deputado federal Elizeu Dionizio. O inquérito apurava eventual ato de improbidade administrativa praticado, em tese, pelo vereador, uma vez que o mesmo seria sócio-proprietário da Empresa Editora Neteser Ltda.-ME, prestadora de serviços a Órgão Públicos, contrariando a Lei Orgânica do Município e o Regimento Interno da Câmara Municipal de Campo Grande.

O Ministério Público alega que arquivou o inquérito quando comprovou que o vereador se desligou da empresa meses após tomar posse. Além disso, levou em conta o fato do presidente da Câmara, Mário César (PMDB), ter informado que os contratos de publicidade foram pactuados com uma terceira empresa.

Jornal Midiamax