Política

MPE anuncia arquivamento de 50 inquéritos que investigavam até filho de conselheiro

Interessados têm 10 dias para apresentar documentos aos processos

Midiamax Publicado em 20/02/2015, às 10h28

None

Interessados têm 10 dias para apresentar documentos aos processos

O Ministério Público Estadual (MPE) anunciou arquivamento de outros 50 inquéritos abertos por diversas promotorias em Mato Grosso do Sul. Segundo publicação no Diário Oficial desta sexta-feira (20), os interessados na investigação têm 10 dias para apresentarem razões escritas, peças informativas ou documentos que possam ser juntados a denúncia.

Entre os inquéritos, de diversas áreas, destaca-se o que investigava concurso público da Secretaria de Estado de Fazenda. O Ministério Público apurava “eventual irregularidade no fato de o Senhor Adnan Silva Coelho das Neves, filho de um Conselheiro do TCE/MS (Iran Coelho), ter obtido o 71º lugar na classificação final do Concurso Público de Provas para Provimento Efetivo do Quadro de Pessoal da Secretaria de Estado de Fazenda – SEFAZ no cargo de Fiscal de Rendas”.

Segundo o MPE, a desconfiança justificava-se porque o investigado nunca tinha sido aprovado ou obtido boa classificação em outro concurso do mesmo nível. No informativo do Ministério Público não há detalhes sobre os motivos que levaram ao arquivamento.

O Ministério Público também anunciou, sem justificativa publicada no diário, arquivamento do inquérito que apurava “eventual irregularidade na atuação da Comissão Permanente de Assistência Social e do Idoso da Câmara Municipal de Campo Grande em fiscalizar a falta de alimentos nos CEINF’s desta capital”.

Outro inquérito que será arquivado tinha por objetivo apurar eventual irregularidade na aplicação dos valores repassados pela Santa Casa na Terceirização do Setor de Oncologia. Também não há informações sobre os motivos que levaram ao arquivamento. 

Jornal Midiamax