Política

MP vai investigar greve e contratação de professores em Dourados durante paralisação

Dois inquéritos foram publicados no Diário Oficial do Ministério Público Estadual

Ludyney Moura Publicado em 23/02/2015, às 22h23

None

Dois inquéritos foram publicados no Diário Oficial do Ministério Público Estadual

A greve dos professores que aconteceu no segundo maior município do Estado, Dourados, distante 229 km da Capital, em julho do ano passado, levou o MPE (Ministério Público Estadual) a investigar a paralisação na cidade.

A abertura de dois inquéritos civis foi publicada no Diário Oficial do Ministério Público desta segunda-feira (23). Ambos serão conduzidos pelo promotor João Eduardo Antunes Mirais, da 16ª Promotoria de Justiça de Dourados.

O primeiro inquérito vai apurar “eventual ato de improbidade administrativa decorrente do descumprimento da Lei Federal nº 11.728/2008, que estabelece o piso salarial dos profissionais do magistério público da educação básica”, principal reivindicação da categoria.

Já o segundo, vai investigar uma provável “irregularidade na contratação dos professores substitutos para a rede municipal de ensino durante o período de greve” do magistério douradense. 

Jornal Midiamax