Política

Mochi diz que migração de filiados do PMDB para PSDB é ‘tendência natural’

Insatisfeitos, algumas lideranças têm deixado PMDB

Midiamax Publicado em 22/06/2015, às 11h48

None
junior_mochi_-_dg.jpg

Insatisfeitos, algumas lideranças têm deixado PMDB

O deputado estadual e presidente do PMDB-MS, Junior Mochi, afirmou ser ‘tendência natural’ alguns filiados do PMDB e outros partidos migrarem para o PSDB. O parlamentar atribui a isso, o atrativo de o chefe do executivo estadual em Mato Grosso do Sul ser tucano.

Assim como PT, o PMDB enfrenta ultimamente dificuldades com as principais lideranças, que, em alguns casos, têm deixado o partido rumo ao principal adversário, o PSDB.

Por exemplo, neste fim de semana Marçal Filho, ex-PMDB, e Ruiter Cunha, ex-PT, se filiaram ao PSDB, após insatisfação com os partidos. Eles são apostas fortes para disputar a prefeitura em Corumbá e Dourados, duas cidades onde o PSDB tem pouca representatividade.

No entanto, Mochi diz acreditar que os que são realmente peemedebistas não vão deixar de ser. Por sua vez, os que foram temporariamente do partido ‘tem grandes chances de deixar de ser’. Se o PSDB está recebendo novos filiados, o PMDB, diz Mochi, também tem convidado grandes lideranças, que devem em breve fazer parte do partido.

Além disso, tem feito pesquisas com possíveis candidatos as prefeituras de Campo Grande e das cidades do interior do Estado para avaliar quais serão os futuros passos. 

Jornal Midiamax