Política

Mais dois dirigentes são convocados pela CPI das Contas Públicas

Oitivas ocorrerão na segunda e quarta-feira da semana que vem

Jessica Benitez Publicado em 18/06/2015, às 18h21

None
romero_1.jpg

Oitivas ocorrerão na segunda e quarta-feira da semana que vem

Os próximos a serem inquiridos pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Contas Públicas são os dirigentes da Fundação Municipal de Esporte (Funesp) e Instituto Municipal Previdência de Campo Grande (IMPCG), José Amancio da Mota e Lilian Maria Maksoud Gonçalves, respectivamente. Na segunda segunda-feira (22) será a vez de o Madrugada, como é conhecido o líder da Funesp, e na quarta-feira (24) Lilian irá à Câmara Municipal.

Segundo o presidente da comissão, vereador Eduardo Romero (PTdoB), a escolha foi feita com base nas áreas prioritárias na apuração, educação e saúde. Já foram ouvidos os secretários de Saúde, Jamal Salem, Administração, Wilson do Prado, o diretor-presidente da Fundação Social do Trabalho (Funsat), Cícero Ávila, interino de educação Wilson do Prado. Se necessário eles podem tornar a serem sabatinados em acareação.

Até o momento mais de 200 mil páginas documentais foram enviadas aos vereadores. Para que o trabalho seja célere uma equipe de assessoria técnica foi contratada por R$ 13.500 por mês durante 90 dias. A investigação pode ser estendida para 120 dias. A quantidade de material é grande porque a abrangência dos trabalhos vai de janeiro de 2011 a abril de 2015, período no qual os ex-prefeitos de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB) e Alcides Bernal (PP) eram administradores, além do atual chefe do Executivo, Gilmar Olarte (PP).

A Comissão tem como objetivo investigar se o aumento de 40,34% na folha de pessoal da Prefeitura ocorreu por aumentos salariais praticados pelas gestões anteriores ou devido à nomeação de comissionados por parte do atual prefeito Gilmar Olarte. Além disso, apurar quanto da receita de folha de pessoal é destinada aos comissionados nomeados durante a gestão do prefeito, bem como se estão efetivamente trabalhando e se os recursos destinados ao pagamento destes estão atingindo sua finalidade.

Jornal Midiamax