Justiça marca para agosto julgamento de denúncia da Operação Adna

O processo estará na pauta dia 12 do mês que vem
| 22/07/2015
- 00:03
Justiça marca para agosto julgamento de denúncia da Operação Adna

O processo estará na pauta dia 12 do mês que vem

O julgamento da operação do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) que denunciou o prefeito Gilmar Olarte (PP) por corrupção passiva e lavagem de dinheiro batizada como ‘ADNA’ está com julgamento marcado para o próximo dia 12. O processo foi aberto após denúncia de Paulo Sérgio Telles, que relatou suposto esquema de empréstimo de dinheiro por parte de Ronan Feitosa, que seria a pedido do progressista. 

Segundo denúncia, algumas pessoas emprestaram cerca de R$ 900 mil, em cheques e dinheiro, com a promessa de que receberiam cargos e vantagens futuras na administração municipal de Campo Grande. No entanto, as pessoas teriam levado ‘calote’.

A suposta negociação teria sido feita na época em que o então chefe do Executivo, Alcides Bernal (PP), estava perto de ser cassado pela Câmara Municipal. Trechos do processo apontem negociações financeiras com cheques sem fundos e empréstimos não oficiais. Boa parte dos envolvidos são ligados, de alguma forma, por vínculos religiosos. 

Nos autos constam empréstimos de R$ 115,1 mil do filho de M.D., R$ 240 mil de S.V., R$ 100 mil de I.M., R$ 68,5 mil com C.L.S. e R$ 47 mil com M.S.T..Quem supostamente emprestou não tinha intenções de caridade, pois os valores teriam supostamente sido cedidos mediante promessa de cargos e participações na Prefeitura.

Veja também

A participação feminina aumentou em relação às eleições de 2018 para os mesmos cargos em 3% em 2022

Últimas notícias