Política

Inquérito que investiga 1.044 comissionados de Olarte troca de promotor

Inquérito será conduzido pelo promotor William Marra Silva

Midiamax Publicado em 16/01/2015, às 10h26

None

Inquérito será conduzido pelo promotor William Marra Silva

O Ministério Público Estadual (MPE) divulgou novamente nesta sexta-feira (16) o inquérito civil que investiga as nomeações de Gilmar Olarte (PP). Desta vez a publicação tem como novidade o promotor que investigará o caso: William Marra Silva Júnior, citado como “promotor de Justiça em substituição legal”.

O inquérito, publicado no ano passado, tem por finalidade investigar “eventual ato de Improbidade Administrativa e lesão ao erário, decorrente da nomeação de 1.044 servidores comissionados, sem a observância dos critérios impostos pela Lei da Ficha Limpa”.

Este é apenas um dos inquéritos que investiga indicações de Olarte no Ministério Público Estadual. Outro inquérito, de número 050/2014, apura possível nomeação de servidores “fantasmas” na Prefeitura Municipal de Campo Grande.

Em meio as denúncias, o promotor de Justiça Gerson Eduardo de Araújo, da 29ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e Social, recomendou que o prefeito promovesse  a redução de pelo menos 20% das despesas com cargos em comissão e função de confiança.

Os cargos dados pelo prefeito são bastante criticados principalmente pela oposição na Câmara. A vereadora Luiza Ribeiro (PPS) já fez duras criticas ao tanto de comissionado indicado pelo prefeito e chegou a enviar diversas reclamações ao MPE. Ela alega que o prefeito fez, aproximadamente, 1.266 indicações desde que assumiu, em março do ano passado.

A oposição alega que o prefeito vive reclamando de crise, mas prefere aumentar impostos do que demitir os vários comissionados da prefeitura. O vereador Paulo Pedra (PDT) foi além, afirmando que o prefeito indica vários membros da igreja dele para cargos na prefeitura.

Jornal Midiamax