Política

Ignorado pelo governador, Gilmar Olarte evita falar sobre eventual filiação no PSDB

Azambuja afirmou que não é momento de tratar sobre eventual ingresso de Olarte no partido

Midiamax Publicado em 15/01/2015, às 14h53

None
_mg_8112.jpg

Azambuja afirmou que não é momento de tratar sobre eventual ingresso de Olarte no partido

O prefeito de Campo Grande (MS), Gilmar Olarte (PP), preferiu não comentar a declaração do governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), que afirmou, na quarta-feira (13), não ser o momento de falar sobre eventual filiação do chefe do Executivo da Capital no PSDB. Segundo o tucano, há coisas mais importantes a lidar, como tocar o “governo irresponsável”, nas palavras dele, deixado pelo antecessor, André Puccinelli (PMDB).

Olarte minimizou a questão e afirmou que o momento agora é “caminhar pela cidade” e focar em sua gestão como prefeito – discurso que ele traz desde março do ano passado, quando assumiu o cargo. Em agenda pública, na quarta-feira (14), Azambuja disse não ser o momento de tratar sobre eventual filiação de Gilmar Olarte e que a meta é resolver problemas deixados pelo “governo irresponsável”.  

Além do eventual ingresso no PSDB, Olarte também não quis comentar sua expulsão do PP, seu partido atual. Ele afirmou, em outra ocasião, que aguarda decisão judicial que altere a decisão, ratificada na terça-feira (13), durante reunião entre filiados do partido e o presidente da sigla, Alcides Bernal – cuja deposição do cargo resultou na ascenção de Olarte. 

Jornal Midiamax