Política

Governo terá candidatos para prefeito em 2016, garante Azambuja

Discurso foi feito durante Caravana da Saúde em Paranaíba

Jessica Benitez Publicado em 04/07/2015, às 15h57

None
img-20150620-wa0077.jpg

Discurso foi feito durante Caravana da Saúde em Paranaíba

Em discurso para finalizar a Caravana da Saúde em Paranaíba, o governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), admitiu que o Governo de Mato Grosso do Sul terá candidatos a prefeitos em 2016. O tucano ressaltou que não há bandeiras partidárias quando o assunto é governar em prol da população, mas quando o trata-se de eleição o tom da conversa muda. 

Ele garantiu que muito será feito por Paranaíba, cidade administrada pelo aliado Diogo Tita (PPS), mas que terá o mesmo esforço em outros municípios, sem levar em conta se são base ou oposição. Mesmo assim fez questão de ressaltar que formar alianças eleitorais é determinante e se recordou de que no ano passado muita gente não acreditou em seu projeto político, entretanto os poucos que ficaram ao seu lado sempre serão lembrados.

“As questões políticas elas existem, temos parceiros que nos ajudaram a chegar ao governo e agradecemos. Pouca gente acreditava que nós chegaríamos ao Governo do Estado. Mas hoje governamos para pessoas e não para partidos”, disse. No entanto, ele esclareceu que em período eleitoral o cenário muda de figura. Não que deixará de honrar compromissos com os 79 municípios, mas o Executivo terá seus candidatos e aliados.

“Em época de eleição é outra história. Cada um lança seu candidato e o Governo terá seus candidatos e apoiará também porque é importante”, discursou. 

A parceria não seria novidade, já que em 2014 Reinaldo compôs chapa ao lado do empresário Antonio João Hugo Rodrigues, à época era presidente regional do PSD e disputou eleição ao Senado. No início desta semana o advogado Antônio Lacerda assumiu o comando da sigla por ‘aconselhamento’ do ex-deputado federal Fábio Trad que, por sua vez, pediu desfiliação do PMDB.

Os planos tucanos não param por aí. Em Três lagoas a intenção é lançar o deputado estadual Ângelo Guerreiro à prefeitura. Ele pode enfrentar o colega de parlamento Eduardo Rocha (PMDB) nas urnas. Em Corumbá o ex-petista Ruiter Cunha deve ser o representante do PSDB na corrida pelo Paço Municipal. Ao que tudo indica, ele será adversário do atual chefe do Executivo e presidente regional do PT, Paulo Duarte.

Em Dourados mais um embate entre PSDB e PMDB está previsto. Isso porque o ex-deputado federal, Marçal Filho, deixou a cúpula peemedebista e voou ao ninho tucano para viabilizar candidatura para prefeito. Sendo assim ele é mais um na lista dos que enfrentarão ex-colegas, pois o deputado federal Geraldo Resende (PMDB) tem o mesmo projeto de comandar a cidade.

*Matéria editada para correção de informação às 17h15.

Jornal Midiamax