Política

Governador reúne bancada federal para discutir infraestrutura

Na pauta de encontros com ministros estão viabilidade das hidrovias, rodovias e ferrovias do Estado

Ludyney Moura Publicado em 25/02/2015, às 16h55

None
img-20150225-wa0004.jpg

Na pauta de encontros com ministros estão viabilidade das hidrovias, rodovias e ferrovias do Estado

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) cumpre agenda em Brasília desde terça-feira (24), e nesta quarta-feira (25) reuniu parte da bancada federal do Estado para se encontrar com ministros do governo Dilma Rousseff (PT) para apresentar reivindicações e cobrar mais projetos de infraestrutura e logística para Mato Grosso do Sul.

Às 11h30, Reinaldo se reuniu com o ministro-chefe da Secretaria de Portos, Edinho Araújo, para discutir a viabilidade das hidrovias dos rios Paraguai e Paraná, bem como a criação de projetos de potencialização dos usos dos portos do rio Paraná, drenagem, sinalização e melhorias das operações de navegação.

O tucano esteve acompanhado dos secretários de infraestrutura, Marcelo Miglioli, de desenvolvimento econômico, Jaime Verruk, e de governo, Eduardo Riedel, de Eliane Detoni, diretora de projetos especiais, além dos senadores Waldemir Moka e Simone Tebet, e do deputado federal Geraldo Resende, todos do PMDB.

Há pouco, logo após o almoço, o tucano participou de uma audiência no Ministério dos Transportes, com o titular da pasta, Antônio Carlos Rodrigues.

“Estamos reunidos para discutir a execução das pavimentações asfálticas das rodovias BR 419 e 483, a manutenção das BRs 262, 158 e 267, o término da ponte rodoviária entre Três Lagoas e o Estado de São Paulo e as ferrovias que cortam Mato Grosso do Sul”, revelou o deputado federal Geraldo Resende, que acompanhou Reinaldo nas agendas na Capital Federal.

A esta agenda juntaram-se ao governador os deputados federais Dagoberto Nogueira (PDT), Elizeu Dionizio (SD) e Tereza Cristina (PSB), além do ex-secretário de Obras Edson Giroto (PR). O diretor de infraestrutura do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte), Luiz Guilherme Mello, e o superintendente do órgão, Carlos Antônio Pascoal, também participaram da audiência no ministério do transporte.

Jornal Midiamax