Política

Falta de tempo e de opção para cargo podem livrar Olarte da processante

Argumento será defendido pela base

Midiamax Publicado em 12/08/2015, às 10h06

None
camara.jpg

Argumento será defendido pela base

A base de sustentação do prefeito Gilmar Olarte (PP) já tem argumentos para defender o arquivamento do pedido de abertura de comissão processante feito pela oposição. Falta de tempo e até de opção de substituto serão argumentos utilizados pela base para tentar evitar a abertura.

O vereador Airton Saraiva (DEM) é um dos defensores do arquivamento. Ele acredita que faltando pouco mais de um ano para o fim do mandato, não há mais tempo para abrir outra comissão processante em Campo Grande.

“Já passamos por um desgaste muito grande. O povo não aguenta mais. Se montar a comissão,esta discussão vai até dezembro. E tem outra coisa: quem vai querer assumir esta prefeitura, com todas as dificuldades? Ninguém quer”, analisou.

O vereador entende que no momento cabe a Câmara ajudar o prefeito a concluir a administração, visto que em breve há votações importantes, como o orçamento para o último ano da gestão.

Ontem a base conseguiu uma grande vitória, aprovando 20 votos para abertura do pedido de processante. A oposição pedia 15 votos apenas, mas foi vencida pela maioria. Agora, Olarte precisa do voto de apenas 10, dos 29, para escapar da processante. 

Jornal Midiamax