Política

Ex-deputado Edson Giroto e empresário João Amorim estão presos na Denar

Advogado espera remoção de cliente para cela especial no Garras

Midiamax Publicado em 10/11/2015, às 12h51

None
jail_adv_1011_400x300_cg.jpg

Advogado espera remoção de cliente para cela especial no Garras

O ex-deputado federal e ex-secretário estadual de Obras Edson Giroto (PR) e o empresário João Amorim, dono da Proteco Construções, estão presos na Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico), no Jardim Itatiaia, região do Tiradentes, em Campo Grande. Eles e outras sete pessoas tiveram ordens de prisão decretadas pela Justiça a pedido da força-tarefa do MPE (Ministério Público Estadual) que investiga esquema de desvio de dinheiro público em Mato Grosso do Sul.

Até o fechamento deste texto, Giroto estava no Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal), onde foi levado para fazer exame de corpo de delito. Depois, será a vez de Amorim ser submetido ao mesmo procedimento.

Ex-deputado Edson Giroto e empresário João Amorim estão presos na DenarSegundo o advogado Jail Azambuja, que está na Denar e se identificou como defensor de Giroto – ele também defende o vice-prefeito afastado do cargo de prefeito, Gilmar Olarte (PP) –, a expectativa é que o ex-deputado federal seja encaminhado à sede do Garras, também na Capital, para ocupar uma cela especial.

Benedicto de Figueiredo, advogado de João Amorim, ao deixar a Denar (Cleber Gellio)Azambuja disse ainda não ter conhecimento de detalhes acerca das prisões. A expectativa é que a própria Polícia Civil encaminhe a dupla ao Garras – onde Amorim passou algumas horas, entre o fim de setembro e começo de outubro – e, caso isso não ocorra, será formalizado pedido neste sentido.

O advogado de Amorim, Benedicto Arthur de Figueiredo Neto, deixou a Denar minutos depois do colega que defende Giroto. No entanto, não deu declarações, resumindo-se a responder “com certeza” quando perguntado se seu cliente havia sido pego de surpresa com a ordem de prisão.

Jornal Midiamax