Política

Deputado de primeiro mandato fica com comissão mais importante da AL

Picarelli vai ficar com a vice-presidência

Midiamax Publicado em 24/02/2015, às 11h54

None
912676918_wmx600x597x34f1e9957e3be5aed16b428894a05ce8e728188969e1e4.jpg

Picarelli vai ficar com a vice-presidência

O deputado Barbosinha (PSB) será o novo presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), a mais importante da Assembleia Legislativa. O deputado venceu deputados mais experientes, como Maurício Picarelli (PMDB) e Lídio Lopes (PEN), e assume a comissão que avalia todos projetos da Assembleia.

Barbosinha é deputado de primeiro mandato e chega à presidência com apoio de Amarildo Cruz (PT), Flávio Kayatt (PSDB) e Maurício Picarelli, que aceitou ficar como vice-presidente. Lídio, que também era candidato, não foi à reunião na manhã desta terça-feira (24), que definiu o presidente.

Barbosinha afirma que é independente na Assembleia, mesmo tendo participado da gestão de André Puccinelli, quando presidiu a Sanesul. Para chegar à presidência da comissão o deputado contou com a ajuda do amigo deputado Zé Teixeira (DEM), que convenceu Reinaldo Azambuja (PSDB) de que ele é o melhor nome.

A CCJ é a única comissão que ainda não tem presidente, por conta do impasse entre os integrantes. Picarelli, Lídio e Barbosinha não tinham chegado a um entendimento, visto que os três queriam o cargo. Na quinta-feira os deputados já sinalizavam um possível acordo para eleger Barbosinha, que deve ser oficializado nesta terça.

Procurado pela reportagem, o deputado Lídio Lopes alegou que não foi à reunião porque pensou que aconteceria antes da sessão. Sobre o resultado ele disse apenas que Barbosinha conseguiu mais votos. “Fazer o quê?”, finalizou.

Jornal Midiamax