Política

Deputada entra na lista de descartados para a Prefeitura de Campo Grande

Pré-candidatura começa a perder força

Midiamax Publicado em 11/08/2015, às 10h04

None
d758e8fa4ec56d2a1c6e619add916b89.jpg

Pré-candidatura começa a perder força

A deputada federal Tereza Cristina (PSB) começa a entrar na lista dos que não devem emplacar candidatura a Prefeitura de Campo Grande. A deputada era uma das cotadas para a disputa, mas pessoas próximas já não demonstram tanta empolgação.

Em visita a Campo Grande, ontem (10), o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, confirmou que conversa com a deputada sobre a possibilidade de ela ir para o partido dele, e acabou entregando que ela não deve disputar a Prefeitura.

Kassab disse que não teria problemas em trazer Tereza e Marquinhos Trad (PMDB) para o PSB porque Tereza, diferentemente de Marquinhos, não é candidata à Prefeitura de Campo Grande, o que não coloca a dupla em conflito.

As declarações de Kassab vão ao encontro do discurso do vereador Carlão (PSB), presidente do partido em Campo Grande. Indagado sobre a candidatura de Tereza Cristina, o vereador disse que ela é pré-candidata, mas que pode sair da disputa caso o nome não emplaque.

O vereador explicou que não adianta colocar o nome sem ter viabilidade e que tudo será discutido mais pra frente. Até alguns dias atrás ,o discurso de Carlão era diferente, colocando a candidatura como certa.

Se confirmada a desistência, Tereza entrará na lista dos descartadas, que até o momento tem vários nomes do PMDB: Carla Stephanini, Mario Cesar, Paulo Siufi e Antonieta Amorin. Outros nomes também eram tidos como fortes, mas perderam peso com investigações. Este é o caso de Edson Giroto (PR) e Luiz Henrique Mandetta (DEM). 

Jornal Midiamax