Política

Delcídio pede união da base aliada para garantir aprovação de medidas do governo

Senador propõe resgatar economia como pauta principal 

Heloísa Lazarini Publicado em 15/10/2015, às 21h17

None
Senador defende pacto pela economia/Foto:divulgação

Senador propõe resgatar economia como pauta principal 

A reforma ministerial da presidente Dilma Rousseff (PT) não surtiu efeito esperado e governo continua enfrentando problemas com base aliada no Congresso. Para líder do governo no Senado, Delcídio Amaral (PT), é imprescindível neste momento que base aliada esteja unida para defender interesses do governo.

“Independentemente das disputas políticas e idiossincrasias pessoais, temos que dialogar com todo mundo e montar um programa mínimo para apresentar ao país, até dezembro, um pacote de medidas que mude o cenário para 2016”, afirmou Delcídio nesta quinta-feira (15), durante entrevista coletiva em Brasília.

O senador comentou recentes pedidos de impeachment da presidente Dilma e reconheceu que há conturbação no cenário político nacional e prejuízos que isso têm causado para economia brasileira. “Está na hora de a gente sentar na mesa e conversar, fazer um pacto pelo Brasil, controlando a inflação, captando investimentos, entre outras pautas que ajudem o país a sair do cenário de crise”.

Na semana passada, 22 parlamentares do PMDB, incluindo representantes de Mato Grosso do Sul em Brasília, oficializaram ruptura com governo mesmo após reforma ministerial que “presenteou” legenda com sete ministérios.  

Jornal Midiamax