Política

CPI altera data de oitiva com diretor da Funesp

Motivo foi divergência de agendas

Jessica Benitez Publicado em 19/06/2015, às 21h01

None
madruga.jpg

Motivo foi divergência de agendas

Por divergência de agendas o diretor-presidente da Fundação Municipal de Esporte (Funesp), José Amancio da Mota, conhecido como Madrugada, não poderá comparecer à oitiva que estava marcada para próxima segunda-feira (22). Desta forma a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Contas Públicas transferiu a sabatina para o dia 29.

Segundo comunicou a Funesp, Madrugada já havia firmado compromisso junto à Confederação Brasileira de Voleibol e, por isso, não poderia comparecer na segunda. Já a diretora-presidente do Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande (IMPCG), Lilian Maksoud, está confirmada para a próxima quarta-feira (24).

Ambos foram convocados ontem. De acordo com o presidente da CPI, vereador Eduardo Romero, ambos foram chamados porque têm ligação direta com as áreas prioritárias na apuração: educação e saúde.

Jornal Midiamax