Política

Comissão para investigar Aquário vai ao TCE e fará visita às obras

Lídio Lopes foi nomeado presidente, com Márcio Fernandes na relatoria

Midiamax Publicado em 17/06/2015, às 16h11

None
lidio_angelo_guerreiro.jpg

Lídio Lopes foi nomeado presidente, com Márcio Fernandes na relatoria

A comissão parlamentar criada na Assembleia Legislativa para fiscalizar as obras do Aquário do Pantanal, em execução no Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande, deve começar seus trabalhos pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado) e, depois, diretamente no local. Os cargos do grupo foram distribuídos nesta quarta-feira (17).

O proponente da comissão, Lídio Lopes (PEN), foi eleito o presidente, com Ângelo Guerreiro (PSDB) como vice. O relator será Márcio Fernandes (PTdoB), tendo ainda como membros Amarildo Cruz (PT) e Renato Câmara (PMDB).

Segundo o presidente, um grupo de assessoria técnica será instituído para dar suporte à agenda da comissão, ainda a ser definida. Por sugestão do peemedebista, a primeira visita deve ser no TCE, que faz auditoria da obra desde o início, e, depois disso, a ideia é ir até o próprio Aquário, além de convidar para audiências representantes do governo e das empresas envolvidas no projeto.

Os parlamentares também pretendem ir até a sede da PMA (Polícia Militar Ambiental), onde desde o fim do ano passado uma empresa mantém peixes que abrigariam os tanques do Aquário. A comissão quer detalhes dos motivos que resultaram na morte de parte dos animais.

Jornal Midiamax