Política

Com saída dos Trad, soldados de André já ‘defendem’ candidatura do chefe

Peemedebistas ligados a André 'defendem' nome dele

Midiamax Publicado em 15/06/2015, às 10h09

None
andre_puccinelli-gerson_walber1.jpg

Peemedebistas ligados a André ‘defendem’ nome dele

Peemedebistas acham que, com a saída da família Trad do PMDB, esperada para breve, o partido deve ficar sem opções para concorrer à Prefeitura de Campo Grande. Com a situação, alguns avaliam que a candidatura do ex-governador, André Puccinelli (PMDB), ganharia fôlego interno, com maior pressão para que a legenda se una em torno dele para recuperar as forças.

“É hora do governador André Puccinelli (PMDB) ajudar Campo Grande e dizer: vou ser candidato”, chega a disparar o líder do PMDB na Câmara de Campo Grande, vereador Wanderlei Cabeludo. Ele é reconhecidamente um dos ‘soldados’ de Puccinelli dentro da legenda.

O líder do PMDB na Assembleia, deputado Eduardo Rocha, também aponta a candidatura de Puccinelli. Ele entende que só o ex-governador conseguiria arrumar a cidade. “Para arrumar Campo Grande, só o André. Mas, ele tem dito, afirmado e reafirmado que não é candidato. Parece que está convicto disso. Mas, em política, não se fala não” opinou.

A presidente do PMDB em Campo Grande, Carla Stephanini, outro nome fiel a Puccinelli, diz que o ‘clamor por Puccinelli’ já existia dentro do partido mesmo antes da ameaça de debandada da família Trad. Todavia, pondera que cabe a eleição a decisão. “É uma questão pessoal. Mas, há uma desejo muito grande que ele seja nosso candidato”, declarou.

A relação entre Puccinelli e a família Trad esquentou de vez na semana passada, quando o ex-governador culpou Nelsinho pela derrota na disputa pelo governo. Ele estava encarregado de manter a família no partido, mas depois da declaração acabou dificultando ainda mais a permanência.

Jornal Midiamax