Política

Com gasto de R$ 8 milhões em aluguel, Azambuja quer otimizar espaços e unir secretarias

A medida tem o objetivo de economizar gastos públicos do Estado

Midiamax Publicado em 14/01/2015, às 16h02

None
img-20150114-wa0019.jpg

A medida tem o objetivo de economizar gastos públicos do Estado

Secretarias estaduais abrigadas em prédios, que custam aos cofres públicos, ao menos, R$ 8 milhões, devem remanejadas para estruturas próprias do governo do Estado. A medida, anunciada pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), seria uma forma de o Executivo estadual economizar.

Azambuja citou como exemplo a Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul), que poderia funcionar no prédio onde está instalada a Fundação de Cultura. A ideia, segundo o governador, é otimizar os prédios públicos e unir as entidades no mesmo prédio.

O governador não citou ainda prazos ou quais secretarias podem ser realocadas, mas afirmou que as possibilidades serão analisadas, como forma de economizar gastos públicos do Estado.

Jornal Midiamax