Política

Com cofre vazio, Reinaldo vai cruzar dados de empresas para tentar aumentar arrecadação

Governador pretende fortalecer Fisco, cruzando dados de empresas com receitas do Estado e Federal

Midiamax Publicado em 06/01/2015, às 13h49

None
img-20150106-wa0066.jpg

Governador pretende fortalecer Fisco, cruzando dados de empresas com receitas do Estado e Federal

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) disse na manhã desta terça-feira (6), durante visita à Secretaria de Fazenda, que vai investir no fortalecimento da estrutura do Fisco para conseguir aumentar a arrecadação e contornar os problemas com gastos do governo.

O novo governador disse que não vai aumentar os impostos, mas pretende fortalecer o Fisco, cruzando dados de empresas com o Fisco do Estado e Federal. Ele entende que esta arrecadação, aliada a economia com gastos desnecessários, será eficiente para reduzir o estrago feito pela gestão de André Puccinelli (PMDB).

O novo governador disse que encontrou o cofre do governo vazio e com grandes demandas não cumpridas. Ele lembrou que Puccinelli aumentou várias despesas, incluindo a folha de pagamento, R$ 22,7 milhões, e repasse para os Poderes, R$ 6 milhões.

Ao falar sobre a situação do Estado o novo governador também reclamou da situação da Saúde, Educação e Segurança Pública. Sobre a Educação ele disse que o Estado é um dos que mais investem e está com nota vermelha no Ideb, de 3,4. Ele quer que a nota fique pelo menos acima de 5, o que garantiria uma avaliação “azul”.

“Mato Groso do Sul é um dos estados que mais gasta em Educação no País e tem um dos piores resultados no Ideb. Significa que gasta errado. Não valoriza professores e não melhora a estrutura das escolas”, criticou.

O novo governador também criticou a falta de investimentos na Cultura e Turismo. Ele ressaltou que Mato Grosso tem apenas 30% do Pantanal, mas consegue atrair mais turistas do que Mato Grosso do Sul, que tem 70%. Ele pretende, entre outras medidas, reduzir ICMS do combustível para investir em mais vôos para o Estado e, consequentemente, aumentar a arrecadação com turismo.

Jornal Midiamax