Política

Citada como pré-candidata do PMDB, Simone Tebet se exclui da lista

Ela quer continuar no Senado

Jessica Benitez Publicado em 10/08/2015, às 19h23

None
img-20150810-wa0046.jpg

Ela quer continuar no Senado

Mesmo cotada para estar entre os quatro nomes do PMDB que podem disputar a Prefeitura de Campo Grande no ano que vem, a senadora Simone Tebet demonstrou não estar à vontade com a situação. Hoje pela manhã, durante lançamento da campanha para conscientização da população sobre a crise econômica, a peemedebista deixou claro que é o “último nome da lista”.

Ela, que foi eleita senadora no ano passado, alega que ainda está iniciando trabalho no Senado onde acredita ser mais prestativa ao Estado.  “Eu entendo que tenho que ficar no Senado, continuar o trabalho que comecei lá agora. Temos nomes disponíveis de pessoas que não estão ocupando cargos estratégicos e acho que estou no local certo neste momento”, afirmou. O mandato de senador dura oito anos.

 Além dela, estão cogitados os deputados estaduais Marquinhos Trad e Junior Mochi e o deputado federal Carlos Marun. Simone ressalta, ainda, que sem o funcionamento ideal de Mato Grosso do Sul não existe Campo Grande.

“Precisamos resolver essa crise que é mais forte economicamente e se não tivermos Mato Grosso do Sul não temos Campo Grande, então neste momento eu preciso estar em Brasília”, completou. De qualquer forma a parlamentar garante que o PMDB tem toda condição de chegar à prefeitura em 2016.

Jornal Midiamax