Política

Câmara vai detalhar salários de vereadores e preservar ‘questões pessoais’

Só os valores de empréstimos e pensões serão revelados

Jessica Benitez Publicado em 29/06/2015, às 21h58

None
mario.jpg

Só os valores de empréstimos e pensões serão revelados

O presidente da Câmara Municipal, Mario Cesar (PMDB), deve disponibilizar informações salariais dos 29 vereadores amanhã no site da Casa de Leis, portal da transparência. Os legisladores estavam divulgando os comprovantes das respectivas remunerações após desafio do Jornal Midiamax, mas pararam porque, segundo o peemedebista, a exposição das informações na íntegra causou problemas pessoais a eles.

Isso porque além dos descontos gerais, muitos têm pagam empréstimo direto na folha e arcam com pensão alimentícia, fato que gerou comentários nos bastidores. “Os holerites têm peculiaridades individuais”, disse o dirigente. Para evitar mais confusão, ele decidiu divulgar somente os salários brutos, os impostos como INSS (Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte) e não dar nomenclatura aos outros descontos que têm cunho pessoal.

O vereador Edson Shimabukuro (PTB) é o sexto parlamentar de Campo Grande a aceitar o desafio e mostrar o próprio holerite. Ele teve descontos nos vencimentos entre março e maio, por força de licença médica, e enviou cópias dos documentos referentes a maio e junho.

Além do petebista, já aceitaram divulgar o quanto ganham os vereadores Eduardo Romero (PTdoB),Chiquinho Telles (PSD), Luiza Ribeiro (PPS)Cazuza (PP)Coringa (PSD). O desafio foi feito aos parlamentares após a Prefeitura, a pedido do Jornal Midiamax e com base na Lei de Acesso à Informação, começar a revelar listas com os custos nominais de salários do funcionalismo público.  No portal da Transparência da Câmara Municipal consta apenas a tabela remuneratória que apresenta sem detalhes o salário de R$ 15.031,76.

Jornal Midiamax