Política

Câmara prevê eleição para substituto de Mario Cesar nesta quinta

Jõao Rocha e Flávio César são os nomes mais cogitados

Midiamax Publicado em 25/11/2015, às 13h32

None
camara_1.jpg

Jõao Rocha e Flávio César são os nomes mais cogitados

Com renúncia de Mário César (PMDB) ao cargo de Presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, uma nova eleição tem de ser feita para a substituição do cargo. A previsão é de que a leitura da renúncia seja feita durante a sessão plenária desta quinta-feira (26), e, conforme o regimento interno, a votação deve ocorrer em sessão subsequente. Neste caso, se houver convocação de sessão extraordinária, o novo presidente será eleito no mesmo dia.

Pela opinião de alguns vereadores, Flávio César (PTdoB), vice-presidente que assumiu presidência provisoriamente após afastamento de Mário César, e João Rocha (PSDB), são os nomes mais cotados para o cargo.

Vanderlei Cabeludo (PMDB) acredita que a votação vai se dividir entre estes dois nomes. “Pelo que vejo, a presidência vai ser decidida entre Flavio Cesar e João Rocha mesmo. Só acho que é um momento em que não pode haver divisão. Quanto à votação, deve haver consenso, pois a Casa vive um momento delicado”, disse. Herculano Borges (SD) também prevê a decisão entre os dois nomes.

O vereador Alex do PT preferiu não comentar sobre preferências. Disse apenas, que ainda não tem conhecimento dos nomes mas que vai discutir o caso com a bancada dele na Câmara.

Conforme a assessoria da Câmara Municipal, se Flávio César for eleito para presidência oficial, uma nova eleição terá de ser feita, neste caso, para determinar quem ficaria no cargo de vice-presidente da Casa.

Renúncia Mário Cesar

Quase três meses após ser afastado pela Justiça da Câmara Municipal, o vereador e então presidente da Casa de Leis, Mario Cesar (PMDB), conseguiu na tarde desta terça-feira (24) liminar determinando a volta ao cargo. A decisão é do desembargador Júlio Roberto Siqueira Cardoso e respalda pedido feito pelo peemedebista no último dia 23. A decisão ocorreu após renúncia ao cargo de presidente da casa.

Mesa diretora

Os vereadores Thais Helena (PT) e Delei Pinheiro (PSD) tiveram seus mandatos cassados após decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A Câmara aguarda apenas o Tribunal Regional Eleitoral comunicar sobre a decisão. Quando isto ocorrer, uma nova eleição deve ser feita para compor a mesa diretora, já que Thais ocupa cargo de 2ª vice-presidência e Delei, de 1 secretário. 

Jornal Midiamax