Política

Bancada do PMDB no Congresso Nacional se encontra com Puccinelli

Atividade política do ex-governador à tona depois de reclusão estratégica

Midiamax Publicado em 11/02/2015, às 21h34

None
lccs_109195.jpg

Atividade política do ex-governador à tona depois de reclusão estratégica

A quarta-feira, do dia 11 de fevereiro, marcou um episódio da influência que André Puccinelli pode continuar a exercer na Política mesmo fora do Governo. Em Brasília, o ex-governador teve uma reunião com os senadores Waldemir Moka e Simone Tebet, que também contou com outros correligionários do PMDB: os deputados federais Geraldo Resende e Carlos Marun. Na pauta do encontro o posicionamento da legenda para se reestruturar até o segundo semestre, após duas derrotas eleitorais consecutivas nas disputas para a Prefeitura de Campo Grande e para o Governo do Estado, recentemente.

“O PMDB é um partido muito forte em Mato Grosso do Sul, com militância aguerrida, acostumada a participar dos pleitos”, afirmou Moka sobre a visitinha da liderança do partido à bancada de Brasília. O grupo conversou sobre perspectivas para o cenário político das eleições municipais de 2016 em todo o Estado. 

Moka, que foi o único a se manifestar sobre a reunião com Puccinelli e demais parlamentares do PMDB, disse ainda que o objetivo da legenda é o de reorganizar os diretórios em todos os municípios. Até julho deste ano o trabalho de base será feito, que pode futuramente viabilizar as candidaturas próprias. 

O motivo da aparição de André teria sido uma ida à Capital Federal para desejar aos representantes de Mato Grosso do Sul as ‘boas vindas’ ao mandato. “O André está em Brasília para conversar sobre política com os principais líderes do partido”, resumiu.

O ex-governador teria limitado seu ímpeto por reuniões aos correligionários. Não houve registro de visitas de André Puccinelli aos demais representantes do Estado no Congresso Nacional. 

Jornal Midiamax

☰ Últimas Notícias