Política

Azambuja afirma que falta de comissão não enfraquece partido durante governo

Assembléia Legislativa é composta por 15 comissões que são divididas entre os 24 parlamentares

Midiamax Publicado em 19/02/2015, às 22h40

None
img_2333.jpg

Assembléia Legislativa é composta por 15 comissões que são divididas entre os 24 parlamentares

O Governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), disse nesta quinta-feira (19) durante a reunião com o Condec (Conselho de Diretores de Campo Grande), na Governadoria, que o fato de o PSDB (Partido Social da Democracia Brasileira) não ter nenhum representante na presidência das comissões da Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul não enfraquece seu governo tampouco a sigla.

De acordo com Azambuja além dos deputados tucanos, o Governo também tem aliados. “A composição de uma base não é só do nosso partido, nós temos 20 deputados que apoiam a administração e foi composto junto com o bloco, junto com os que apóiam a composição das presidências das comissões”.

Segundo o governador, a situação do partido na Assembléia mostra que os tucanos têm um ‘espírito’ de dividir o poder com os aliados também. Azambuja afirmou que os aliados são cúmplices das propostas que o governo organiza. “Aliados também podem ocupar as presidências de comissões”.

Azambuja destacou ainda que as comissões não têm decisão única do presidente. “É uma votação de cinco que compõe a maioria e faz com que aqueles projetos possam ser votados e ter o parecer favorável. Isto mostra que temos o espírito democrático de dividir o poder com quem é aliado”, concluiu.

A Assembléia Legislativa é composta por 15 comissões que são divididas entre os 24 parlamentares. Nesta quinta-feira foram definidos os presidentes e vice-presidentes das seguintes comissões: Finanças e Orçamento; Agricultura, Pecuária e Políticas Rural, Agrária e Pesqueira; Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia; Saúde; Comissão de Trabalho, Cidadania e Direitos Humanos; Serviço Público, Obras, Transporte, Infraestrutura e Administração.

Outras comissões também tiveram as composições definidas: Acompanhamento da Execução Orçamentária; Controle da Eficácia Legislativa e Legislação Participativa; Turismo, Indústria e Comércio; Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; Segurança Pública e Defesa Social; Desenvolvimento Agrário e Assuntos Indígenas; Defesa dos Direitos do Consumidor; Assistência Social e Seguridade Social.

Os deputados que compõem a Comissão de Constituição, Justiça e Redação ainda não definiram que assume a presidência. O presidente da Assembléia, Junior Mochi (PMDB), declarou que aguarda os nomes até a próxima terça-feira (24). 

Jornal Midiamax