Política

Auditoria tucana vai atrasar abertura dos lacres de urnas usadas nas eleições

PSDB ainda não concluiu auditoria própria nas urnas.

Ludyney Moura Publicado em 15/01/2015, às 17h12

None
urna_com_problema.jpg

PSDB ainda não concluiu auditoria própria nas urnas.

O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) divulgou a pouco que o calendário eleitoral que previa abertura das urnas que foram usadas nas eleições gerais de 2014 sofrerá atraso.

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) concedeu ao PSDB, em 4 de novembro de 2014, acesso aos sistemas de votação, apuração e totalização dos votos das eleições de 2014 realização de uma auditoria própria.

Segundo o TRE, já a partir de amanhã (16) o calendário eleitoral permitia a retirada dos lacres das urnas e cartões de memória de carga e realizada a formatação das mídias, o que não vai acontecer porque o PSDB ainda não finalizou sua auditoria.

À época da autorização, o coordenador jurídico dos tucanos, deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), disse que não acreditava que o resultado da eleição presidencial tivesse sido burlado de alguma forma, mas que a análise nas urnas seria importante para apontar possíveis falhas no sistema.

A Justiça Eleitoral afirma ainda que as urnas permanecerão lacradas até que o partido defina municípios e seções que sofrerão auditoria. 

Jornal Midiamax