Política

Após se entregar, Amorim deve ficar 5 dias em cela ‘sem regalia’, diz delegado

Investigado pela Polícia Federal e pelo Gaeco, empresário se entregou nesta quinta-feira (1º)

Heloísa Lazarini Publicado em 01/10/2015, às 18h21

None
img-20151001-wa0081.jpg

Investigado pela Polícia Federal e pelo Gaeco, empresário se entregou nesta quinta-feira (1º)

O empresário João Alberto Krampe Amorim dos Santos se entregou na sede do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Assalto a Banco e Sequestros) às 13 horas desta quinta-feira (1), espontaneamente, acompanhado do advogado, segundo informou o delegado Edilson dos Santos Silva, do Garras.

Após se apresentar, Amorim foi conduzido por uma equipe do Garras até o Imol (Insituto de Medicina e Odontologia Legal) onde realizou exames de corpo de delito, procedimento padrão adotado nesses casos. Ainda de acordo com delegado, Amorim permanecerá em cela individual, “sem regalias”, receberá alimentação duas vezes por dia e poderá manter na cela alguns pertences pessoais que serão entregues a Amorim pelo advogado. 

Ainda de acordo com Edilson, a prisão de João Amorim já foi comunicado ao desembargador Luiz Claudio Bonassini da Silva, que decretou no fim da noite de quarta-feira (30) prisão do empresário.

Jornal Midiamax