Após brigas e acusações de traição, Alcides Bernal se reúne com vereador

Parlamentar discute futuro político
| 03/07/2015
- 14:34
Após brigas e acusações de traição, Alcides Bernal se reúne com vereador

Parlamentar discute futuro político

Um encontro na próxima semana vai colocar frente à frente dois amigos que se tornaram desafetos: o ex-prefeito de Campo Grande, (PP), e o vereador Chocolate (PP). A dupla, inseparável no começo da gestão de Bernal, viu a relação ruir ao longo dos primeiros meses de administração e terminar em expulsão do partido.

“Nesta semana ou na outra, possivelmente, eu converso com o Bernal para definir qual vai ser o meu destino”,  declarou. Chocolate alega que não vê problema em continuar no partido, mas suspeita que não terá a mesma receptividade dos demais.

“Por mim não tem problema, mas tenho que ver o que vão dizer algumas pessoas do PP que não querem a minha presença. Mas, se você não é bem vindo, vai procurar outro lugar para voar” analisou.

O diálogo é intermediado pelo presidente estadual do partido e companheiro de bancada de Chocolate, Cazuza (PP). “Conversei com o Cazuza e chegamos ao consenso que o momento é de ver se eu fico ou saio de vez”, concluiu.

Alegando traição, Chocolate chegou a chorar na tribuna da Câmara antes de deixar a base de Bernal e disse que por várias vezes foi humilhado. “Ele me mandou calar a boca algumas vezes, me chamou de burro”, contou. Mais tarde, anunciou que votaria a favor da comissão processante e, posteriormente, disse sim a cassação de Bernal.

Pouco tempo antes da cassação o vereador chegou a ser expulso do partido por Alcides Bernal, mas recorreu e continua por meio de liminar, assim como o prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), que também é rival de Bernal.

 

 

 

 

Veja também

Últimas notícias