Política

Aliados destacam abertura do Executivo nos 100 dias de Reinaldo

Declarações aconteceram no evento que marcou 100 dias da gestão tucana

Ludyney Moura Publicado em 11/04/2015, às 19h42

None
_mg_0926.jpg

Declarações aconteceram no evento que marcou 100 dias da gestão tucana

Desde a arrancada no 2º turno das eleições de 2014 que o levou à vitória, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) tem afirmado que pretende fazer uma gestão ‘suprapartidária’, ou seja, com ações que levem em conta demandas apresentadas pela população e não pelos partidos políticos. Para aliados, ele tem conseguido alcançar objetivos.

Herdando praticamente a mesma base aliada na Assembleia Legislativa deixada por André Puccinelli (PMDB), Reinaldo tem sido bastante prestigiado pelos deputados em suas agendas públicas.

“A relação (Executivo e Legislativo) é positiva até porque o governador Reinaldo na realidade está fazendo um governo diferente, de forma humanizada e respeitando diferenças partidárias e dialogando. Desta forma conseguimos alcançar, com mais serenidade, os resultados positivos”, afirmou o líder do governo na Assembleia, deputado Rinaldo Modesto (PSDB).

Outro que comemora a ‘abertura’ do novo governo, é o presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Juvenal Neto (PSDB), prefeito de Nova Alvorada do Sul.

“O governador tem atendido muito bem os municípios e temos tido um ótimo diálogo. Conseguimos avançar já em vários assuntos e tenho certeza que vamos avançar muito mais, principalmente questões ligadas ao ICMS e Fundersul, já que ele se colocou à inteira disposição para discutir estas questões de extremo interesse dos municípios, para avançar na forma de redivisão destes recursos”, pontuou Neto.

Há tempos os prefeitos do Estado reivindicam mudanças na distribuição, aos municípios, do montante arrecadado pelo governo com o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e com o Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul).

“Foram 100 dias, em que pese as dificuldades que o Brasil passa hoje, acredito que são positivos. Primeiro passo que damos juntos de uma forma de governar, abrindo o governo, dando respostas às pessoas, ouvindo todas as correntes partidárias, até mesmo a oposição”, finalizou Rinaldo. 

Jornal Midiamax