Política

Além de novas lideranças, PSDB mira em ampliar bancada na Capital

Partido quer eleger cinco vereadores em Campo Grande

Midiamax Publicado em 20/06/2015, às 14h32

None
img-20150620-wa0017.jpg

Partido quer eleger cinco vereadores em Campo Grande

O PSDB trabalha para se fortalecer nacionalmente e, em Mato Grosso do Sul, além de novas lideranças políticas em municípios estratégicos, espera ampliar a atuação na Câmara Municipal de Campo Grande. O resumo é de lideranças do partido que participam da convenção tucana na manhã deste sábado (20), na Capital.

“Nós trabalhamos para recuperar o PSDB nacionalmente, não apenas aqui, onde já vivemos um momento bom”, sintetiza o presidente regional da legenda, Márcio Monteiro. Pela primeira vez na história, o partido assumiu, este ano, o comando do governo estadual, com a vitória de Reinaldo Azambuja.

De olho nas eleições de 2016, o PSDB conseguiu atrair nomes como Marçal Filho, que deixa o PMDB e é pré-candidato a prefeito de Dourados, e Ruiter Cunha, ex-prefeito de Corumbá, por dois mandatos, pelo PT. Outras lideranças também estão migrando para o ninho tucano.

Na Capital, Monteiro confirma que a vice-governadora, Professora Rose, é o nome mais forte do partido para a sucessão municipal, “pelo carisma, pela densidade eleitoral”. Além disso, pontua o dirigente Carlos Alberto de Assis, o objetivo do PSDB é eleger cinco vereadores nas próximas eleições.

Na visão de Assis, a Capital do Estado governado pelo partido merece representatividade maior dos tucanos no parlamento municipal. Atualmente, somente João Rocha compõe a bancada do PSDB na Câmara – Rose deixou o cargo para compor o governo, enquanto o suplente José Chadid, ex-tucano, está sem partido.

Jornal Midiamax