Ajuste de Prefeitura e governo deixará 5 mil professores desempregados

Governo não convocará 2 mil professores
| 26/07/2015
- 14:43
Ajuste de Prefeitura e governo deixará 5 mil professores desempregados

Governo não convocará 2 mil

Os próximos dias não serão fáceis para, pelo menos, 5 mil professores em Mato Grosso do Sul. Em crise, a Prefeitura de Campo Grande e o governo do Estado estão fazendo redistribuição de professores e reduzindo o quadro, totalizando mais de 5 mil desempregados.

O secretário de Administração, Wilson do Prado, já informou que deve demitir mais de 3 mil professores convocados. Para economizar, a Prefeitura está obrigando os cedidos ou aqueles que estão em áreas administrativas a voltar para sala de aula, demitindo os convocados.

A prática também será adotada pelo governo do Estado, que deve deixar de convocar 2 mil dos 10.168 professores convocados. Deste total, 500 serão substituídos por concursados e 1.500 por professores que estão cedidos a outros setores.

Os professores de Campo Grande já enfrentam uma crise por conta da greve de mais de 45 dias. Eles exigem que o prefeito cumpra uma lei aprovada pela Câmara, que garante piso nacional para 20 horas de trabalho.

A Prefeitura alega que não tem condições de fazer o pagamento atualmente e pede fim da greve, prometendo pagamento daqui alguns meses. Porém, professores aceitam apenas o parcelamento do percentual e descartam acerto futuro.

 

 

 

Veja também

Lista de compromissos é confirmada pela equipe dos postulantes

Últimas notícias