Política

Vereadores votarão Lei de Diretrizes Orçamentárias de R$ 3,2 bilhões e 17 metas

Audiência na Câmara nesta quarta-feira (25) definiu que os vereadores votarão a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) até o dia 17 de julho, último dia antes de entrarem em recesso. A audiência reuniu a Secretaria Municipal de Planejamento, Finanças e Controle (Seplanfic) e a Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara dos vereadores. A LDO […]

Arquivo Publicado em 25/06/2014, às 18h43

None
2076914305.jpg

Audiência na Câmara nesta quarta-feira (25) definiu que os vereadores votarão a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) até o dia 17 de julho, último dia antes de entrarem em recesso. A audiência reuniu a Secretaria Municipal de Planejamento, Finanças e Controle (Seplanfic) e a Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara dos vereadores.

A LDO será de R$ 3,2 bilhões e terá 17 metas. Dezesseis vereadores apresentaram emendas sobre acessibilidade, criação de conselho, mecanismos de prevenção à violência contra mulher e para áreas de saúde e educação. A Comissão de Finanças da Câmara elaborará relatório final e colocarão para votação no plenário.

De acordo com o secretário-adjunto da Seplanfic, Ivan Jorge, a previsão é de que haja crescimento do orçamento de 2014 para o de 2015 de 9.1%. “O número é estimativa que fizeram da receita executada dos últimos três meses sobre convênios já negociados e operações de crédito, para segurar o mínimo necessário de receita a ser investida em 2015”, explica.

Segundo a vereadora Grazielle Machado (PR), presidente da Comissão de Finanças, aprovada a lei pelos vereadores ela volta para o Executivo, que formulará o orçamento a ser executado em 2015. O orçamento final deve ser enviado após o dia 30 de setembro.

Jornal Midiamax