Política

Vereador pede informações da Sesau sobre contrato com empresa que fornece marmitex

O vereador Elizeu Dionízio (SD) encaminhou nesta quarta-feira (4) um ofício para a Secretaria Municipal de Saúde solicitando informações sobre o contrato com a empresa que fornece marmitas para a Prefeitura de Campo Grande. Na edição de ontem do Diário Oficial de Campo Grande (Diogrande) foi publicado um termo aditivo no valor de R$ 3.345.000,00 […]

Arquivo Publicado em 04/06/2014, às 21h33

None
1239917271.jpg

O vereador Elizeu Dionízio (SD) encaminhou nesta quarta-feira (4) um ofício para a Secretaria Municipal de Saúde solicitando informações sobre o contrato com a empresa que fornece marmitas para a Prefeitura de Campo Grande. Na edição de ontem do Diário Oficial de Campo Grande (Diogrande) foi publicado um termo aditivo no valor de R$ 3.345.000,00 com a empresa Real Food Alimentação Ltda.

Dionízio solicita cópia do contrato nº 300, de outubro de 2010, além das cópias dos cinco termos aditivos e cardápios oferecidos pela empresa. Segundo o parlamentar, o contrato passou de R$ 4 milhões para R$ 7,500 milhões. “Não sabemos quais as condições apresentadas para essa mudança. Até onde sabemos, os funcionários reclamam muito de que essa comida é ruim”, afirmou Elizeu. De acordo com o aditivo publicado ontem, o valor unitário passou de R$ 5,45 para R$ 9,91.

O parlamentar também informou que alguns funcionários dos postos de saúde denunciaram que marmitex eram jogados no lixo por ser “ruim” e “mal preparada”. Elizeu Dionízio questiona os motivos de celebrar um termo aditivo com a empresa e se houve comparação de cardápios e qualidade dos alimentos que serão oferecidos.

Dionízio não descarta a possibilidade de propor ao Executivo municipal o repasse direto do valor referente à alimentação aos servidores públicos municipais.

Jornal Midiamax