Política

Simone vê problemas para o PMDB nas declarações de Jerson em apoio a Delcídio

O declarado apoio do presidente da Assembleia Legislativa, Jerson Domingos (PMDB), ao pré-candidato petista ao governo de Mato Grosso do Sul, senador Delcídio do Amaral, já atrapalha os planos dos peemedebistas para as eleições deste ano. O deputado estadual enfrenta críticas internas por conta de sua posição ser diferente da adotada oficialmente pelo partido. A […]

Arquivo Publicado em 20/03/2014, às 14h03

None
1165973804.jpg

O declarado apoio do presidente da Assembleia Legislativa, Jerson Domingos (PMDB), ao pré-candidato petista ao governo de Mato Grosso do Sul, senador Delcídio do Amaral, já atrapalha os planos dos peemedebistas para as eleições deste ano. O deputado estadual enfrenta críticas internas por conta de sua posição ser diferente da adotada oficialmente pelo partido.

A vice-governadora, Simone Tebet, disse na manhã desta quinta-feira que não vê problemas em assumir o Governo ou deixá-lo para Domingos. A primeira possibilidade ocorrerá caso seja confirmada a candidatura do governador, André Puccinelli, ao Senado este ano, ao passo que, tendo a vice compondo sua chapa na suplência, o comando do Estado ficaria nove meses nas mãos do presidente da Assembleia.

“O problema são estas declarações do Jerson de apoio a um candidato que não é do partido”, analisa Simone. A decisão, completa ela, está nas mãos de Puccinelli, “é de foro íntimo”.

Jornal Midiamax