Política

Simone nega racha no partido por apoio de Puccinelli e Jerson à Dilma

A vice-governadora e pré-candidata ao Senado Simone Tebet (PMDB) negou racha no partido após declarações do governador André Puccinelli e do presidente da assembleia Jerson Domingues que apoiarão a presidente Dilma (PT). “Não rachará o partido. Não tem porque ser cobrada fidelidade partidária de quem não vai concorrer nesta eleição e não tem perspectiva no […]

Arquivo Publicado em 05/06/2014, às 21h32

None

A vice-governadora e pré-candidata ao Senado Simone Tebet (PMDB) negou racha no partido após declarações do governador André Puccinelli e do presidente da assembleia Jerson Domingues que apoiarão a presidente Dilma (PT).

“Não rachará o partido. Não tem porque ser cobrada fidelidade partidária de quem não vai concorrer nesta eleição e não tem perspectiva no processo eleitoral”, declarou Simone. Na quarta-eira (04) o presidente do PMDB, Junior Mocchi, declarou uma coisa é o PMDB apoiar Eduardo Campos e outra é saber quem vai subir no palanlque.

A polêmica sobre racha no partido se deu após a possibilidade do PMDB fechar aliança com o candidato à presidente Eduardo Campos (PSB), que deve ser oficializada em reunião na Câmara na noite desta quinta-feira (5).

Jornal Midiamax