Política

Relatório: Bernal nomeou mais e arrecadou menos recursos da Receita Corrente Líquida

O relatório feito pelos secretários municipais a pedido do prefeito de Campo Grande Gilmar Olarte (PP) e apresentado nesta segunda-feira (24) mostra um aumento na quantidade e gasto com pessoal, indicando aumento na nomeação dentro da administração municipal na gestão do prefeito cassado Alcides Bernal. Segundo o relatório, no exercício de 2012, 39,6% da Receita […]

Arquivo Publicado em 24/03/2014, às 14h10

None
1833014173.jpg

O relatório feito pelos secretários municipais a pedido do prefeito de Campo Grande Gilmar Olarte (PP) e apresentado nesta segunda-feira (24) mostra um aumento na quantidade e gasto com pessoal, indicando aumento na nomeação dentro da administração municipal na gestão do prefeito cassado Alcides Bernal.


Segundo o relatório, no exercício de 2012, 39,6% da Receita Corrente Líquida (RCL) ficou comprometido com gastos de pessoal. Em 2013, o número foi para 45,7%, um limite ainda dentro do prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal de 51%.


Porém, o aumento tem como consequência a limitação de operações de crédito e impedimento da reposição salarial dos servidores, disse Olarte.


O crescimento da RCL caiu de 17,4% em 2012 para 3,16% em 2013, demonstrando, segundo a administração municipal, falta de capacidade para captação de recursos federais e estaduais.


O crescimento da receita própria também caiu de 19,9%, em média, para os 0,54% negativos.

Jornal Midiamax