Política

Puccinelli nega vazamento de questão do concurso da Sefaz e diz que não cancelará provas

O governador André Puccinelli (PMDB) negou vazamento de questões da prova para fiscal de renda da Sefaz-MS (Secretaria de Estado de Fazenda de Mato Grosso do Sul) e afirmou nesta quarta-feira (25) que não há motivos para cancelar o concurso, mesmo que a decisão não esteja nas suas mãos, mas sim na Justiça por meio […]

Arquivo Publicado em 25/06/2014, às 15h12

None

O governador André Puccinelli (PMDB) negou vazamento de questões da prova para fiscal de renda da Sefaz-MS (Secretaria de Estado de Fazenda de Mato Grosso do Sul) e afirmou nesta quarta-feira (25) que não há motivos para cancelar o concurso, mesmo que a decisão não esteja nas suas mãos, mas sim na Justiça por meio de duas ações que tramitam na 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos.


Ao ser questionado sobre o ex-cunhado do secretário adjunto de Fazenda, Andre Cance, que teria tido acesso às provas, Puccinelli negou o fato.


“Não foi vazamento. Esta própria pessoa denunciou dois dias antes que o professor que não houve vazamento, não houve má condução do processo. A Fapec havia reiterado que poderia ser feito o concurso, então está tudo nos conformes. Da nossa parte não vai ser cancelado”.


O concurso é questionado por candidatos também aprovados, mas não classificados por suposto favorecimento no vazamento de questões para mais de uma pessoa que teria passado no certame. Os aprovados e classificados defendem na Justiça a homologação do concurso e exclusão do candidato denunciado pelo professor Deodato Neto, que passou em nono lugar para ocupar um dos mais altos salários de carreira do governo do Estado.



Jornal Midiamax