Política

Puccinelli e Nelsinho preferem ‘não acreditar’ que Siufi tenha aderido à base de Bernal

O governador André Puccinelli e o ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad, ambos do PMDB, não querem acreditar na adesão do vereador Paulo Siufi (PMDB) à base aliada do prefeito Alcides Bernal (PP). Para os peemedebistas, o vereador “só participou de um evento da prefeitura”. “Não quero acreditar que Siufi está na base do Bernal. […]

Arquivo Publicado em 21/02/2014, às 13h00

None
2038686186.jpg

O governador André Puccinelli e o ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad, ambos do PMDB, não querem acreditar na adesão do vereador Paulo Siufi (PMDB) à base aliada do prefeito Alcides Bernal (PP). Para os peemedebistas, o vereador “só participou de um evento da prefeitura”.


“Não quero acreditar que Siufi está na base do Bernal. Quero crer que apenas participou da solenidade”, afirmou o governador e compartilhou Nelsinho da mesma ideia. Siufi participou na manhã de ontem da inauguração do Pronto Atendimento Pediátrico (Pape) do Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande (IMPCG).


Para eles, o vereador sempre teve uma postura dentro dos princípios partidários do PMDB. “Siufi participou da implantação de um serviço em uma obra que eu fiz”, pontuou Nelsinho.


Puccinelli disse ainda que o partidos dá liberdade para seus correligionários, mas desde que sigam as decisões partidárias. “O PMDB não faz aramento de conduta, cada um faz o que quer e depois o partido avalia. Não somos perseguidores”, enfatizou o governador.


Na avaliação do governador, a postura de Siufi não dá nenhum indício de que ele tenha se vendido. “Pela postura de médico pediatra, não quero acreditar que ele se vendeu. Quando se vê por 30 dinheiro o cara se vende. Graças a Deus é a minoria”, finalizou André.

Jornal Midiamax