Política

Puccinelli diz que decisão sobre proposta de Mercadante está nas mãos de Moka e Mochi

O governador André Puccinelli (PMDB) afirmou, hoje de manhã (21), que já encaminhou a proposta do ministro Chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, ao diretório estadual do PMDB e que a decisão cabe ao senador Waldemir Moka e ao presidente regional, deputado estadual Júnio Mochi. Segundo o governador, a conversa com Mercante foi sobre a […]

Arquivo Publicado em 21/02/2014, às 11h51

None
1798665182.jpg

O governador André Puccinelli (PMDB) afirmou, hoje de manhã (21), que já encaminhou a proposta do ministro Chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, ao diretório estadual do PMDB e que a decisão cabe ao senador Waldemir Moka e ao presidente regional, deputado estadual Júnio Mochi.


Segundo o governador, a conversa com Mercante foi sobre a aliança do PMDB com PT em Mato Grosso do Sul. O projeto seria de Puccinelli ser candidato ao Senado na chapa do senador Delcídio do Amaral (PT) que vai disputar o governo do Estado.


Lideranças petistas defendem repetir nos estados a dobradinha nacional. Mas Puccinelli já adiantou a dificuldade de aceitar a proposta do ministro pelo histórico dos dois partidos no Estado e pelo projeto que cada um está construindo para a eleição deste ano.


Puccinelli reafirmou lançar candidatura do ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), a governador, e da vice-governadora Simone Tebet, ao Senado. Embora o governador insista na ideia da aposentadoria, Nelsinho acredita que André será candidato. A definição será tomada até o dia 06 de abril quando termina o prazo de desincompatibilição.

Jornal Midiamax